Mostra de Filmes

Mostra Alexander Kluge

poder19

 As sessões ocorrerão ao longo de setembro e outubro.

Em breve lançaremos as datas!

poder10

* Parceria com Cinekublik/ UFABC (SBC)

 ********************************************************************

2° EXIBIÇÃO

Pessoal, na próxima quarta-feira dia 12 às 14h exibiremos o filme “Viver a Vida” de Jean-Luc Godard. 

Viver a Vida 

Viver a Vida (83 minutos, França, 1962)

Nana (Anna Karina) é uma jovem que abandona o seu marido e o seu filho para iniciar sua carreira como atriz. Para financiar sua nova vida começa a trabalhar numa loja de discos, mas não ganha muito dinheiro. Como não consegue pagar o aluguel, Nana é expulsa de casa e decide virar prostituta. No primeiro dia que começa a trabalhar na rua, reencontra Yvette (Guylaine Schlumberger), uma velha amiga que lhe confessa que também se prostituie por necessidade. Yvette lhe apresentará a Raoul (Saddy Rebot), que se converterá em seu cafetão. A partir desse momento, Nana irá introduzindo-se progressivamente no mundo da prostituição.

Já na outra quarta-feira dia 19 de junho exibiremos o filme “Noites de Cabíria” de Federico Fellini às 14h.

Noites de Cabíria
Noites de Cabíria

(110 minutos, Itália, 1957)

Uma prostituta procura, incansavelmente, seu verdadeiro amor nas ruas de Roma. Após muitas decepções, encontra o pretendente dos sonhos no local e hora mais inapropriados.

A exibição dos filmes ocorrerá no auditório A004 do bloco Beta no campus São Bernardo do Campo da UFABC.

****************************************************************

1° EXIBIÇÃO

the wall

“É ao mesmo tempo irônico e enaltecedor o fato de que o estudo intelectual sério desta banda possa ser uma espécie de antídoto [à alienação e aos obstáculos de uma verdadeira comunicação]: no mínimo [se oferece como possibilidade de] uma comunicação pessoal entre fãs, colegas e completos estranhos, sobre a estrutura do Ser, a natureza dos solos de guitarra de Gilmor e tudo o mais que pudesse estar envolvido.” (Risch, 2010, p. 14)

The Wall é conhecido, sobretudo, pelos fãs da banda inglesa de rock progressivo Pink Floyd, fundada em 1965 pelo grupo de estudantes Syd Barrett, Roger Waters, Nick Mason, Richard Wright. O filme, de 1982, é uma adaptação do álbum duplo de 1979 e foi roteirizado por Waters. Para além da história de um astro de rock traumatizado com a experiência das duas grandes guerras mundiais e viciado em drogas, o filme, enquanto experiência estética, permite criar um espaço para construção de conceitos. A proposta é oferecer algumas chaves de leitura a partir da Teoria Crítica da Escola de Frankfurt e da Psicanálise, para pensar a relação entre individuo e massa, a violência e a guerra, subjetividade, a razão e a loucura. O filme se oferece como oportunidade de – a partir de sua sonoridade própria e totalmente mobilizadora dos sentidos e das imagens de animação psicodélicas -, sentir o conceito e construir com a palavra uma experiência de reflexão filosófica.

BIBLIOGRAFIA:
ADORNO, “Educação após Auschwits”. In Educação e emancipação. SP: Paz e Terra, 2001.
ADORNO & HORKHEIMER, Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: 1998.
FREUD, Obras Completas. SP: Companhia das letras, 2010, 2011.
RISCH, Georges A., Pink Floyd e a filosofia. SP: Madras, 2010.
ROZITCHNER, Leon, Freud e o problema do poder. SP: Escuta, 1989.

livro prink floyd e a filoofia

* Realização: CineKlubrick e DCE, em parceria com o projeto O cinema e o vídeo como experiência estético-filosófica – Curso de Extensão na UFABC.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: